Se ninguém fala…

Me lembro bem quando em 2011 a atual presidente assumiu o poder no dia 1 de janeiro como a 36º presidente da República Federativa do Brasil e a primeira mulher a assumir o mais importante cargo do país. Todo presidente, em qualquer país, quando assume o cargo faz o discurso de sempre, o mais bonito, o mais comovente e o povo sempre acredita. Dilma Vana Roussef não fugiu a regra. Depois de ler o discurso oficial, prometeu manter, defender e cumprir a Constituição do Brasil e respeitar as leis do país. Prometeu de “pé junto” manter a integridade e a independência do Brasil. E nós acreditamos. Eu acreditei e escrevi nessa mesma coluna a esperança que depositei na primeira mulher presidente de Brasil. Pelo fato de ser mulher, acreditei que grandes mudanças aconteceriam e finalmente nos livraríamos do estigma da corrupção que sempre marcou presença nas administrações públicas. Acreditei que uma mulher teria muito mais pulso e caráter para controlar os abutres que tomaram o país de assalto, isso mesmo, assalto na gestão anterior. Confesso que acreditei e depois de cinco anos podemos comparar o Brasil a um uma aeronave pilotada por um metalúrgico. O Brasil perdeu altitude, está em queda livre, fora de controle e o piloto, ou a piloto sumiu. Depois de cinco anos o povo está em estado de choque, acordou do sonho para viver um pesadelo. O Brasil está na lama justamente porque uma mulher não governou o Brasil. Com desaprovação recorde, Dilma Vana Roussef hoje nem sabe mais explicar a que veio. Deixou-se ser governada, manipulada e ato contínuo, encontra-se em estado de inanição e delírio, acreditando que ainda pode ser a salvadora da pátria. Só não explica como. Hoje somos um dos países mais desacreditados do mundo, com péssimo desempenho industrial, PIB negativo, educação péssima e saúde idem, índices de violência insuportáveis. Como diz o bandido: o Brasil perdeu, perdemos todos. E a nossa presidente segue imbatível na sua capacidade de ser manipulada. Dilma Vana Roussef teve todas as possibilidades mas não conquistou sua independência a exemplo da grande maioria das mulheres brasileiras. Dilma Vana Roussef traiu as mulheres do Brasil e todos os brasileiros. Mas não podemos perder a esperança porque o Brasil está repleto de mulheres que podem e devem servir de exemplo a Dilma Vana Roussef. Exemplos de luta, garra, honestidade, transparência e coragem. Nesse mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, Dilma Vana Roussef não merece ganhar flores…

Sinval Lima
sinval@brisk.com.br

pt_BRPortuguese

Receba nossas News

Deixe seu melhor email