Mercado

Triângulo Screen comemora 30 anos

0

A Triângulo Screen, uma das mais conhecidas revendas de materiais para serigrafia e comunicação visual do mercado paulistano, está completando três décadas de muito sucesso!

A empresa surgiu da oportunidade, que Eder Alves, nunca deixa passar. “Percebi o nicho de mercado e comecei a trabalhar dentro de casa, com uma máquina de silk que uma conhecida me ofereceu, mas logo procurei um curso para me aperfeiçoar. Os primeiros trabalhos foram um desastre!”, relembra. Indicado por um conhecido, Francisco, que vendia calendários, Eder começou a silkar calendários e folhinhas em grande quantidade e daí passou a silkar sacolas com os logos das empresas. Dois anos depois, em 1986, já com vários clientes, surgia a Triângulo Screen.

“Meu pai sempre me aconselhou a ter meu próprio negócio e isso despertou em mim a veia empreendedora. Foi seguindo o conselho dele que logo profissionalizei o negócio e montei a loja na Rua Arujá”, comenta. Com espaço sobrando, Eder enxergou mais um nicho de mercado: aulas de silk. Na época, havia poucos profissionais qualificados no mercado e praticamente todas as lojas de silk-screen indicavam a Triângulo para os cursos. Resolveu, então, montar uma apostilha sobre a técnica e anunciar o curso nos jornais mais importantes, como Primeira Mão, Folha de São Paulo, Estadão e Metrô News, o que foi um sucesso absoluto e tornou a empresa famosa no meio serigráfico.

Com muitos alunos em turmas diversas, a Triângulo indicava muitas lojas de silk para estes comprarem materiais e iniciarem o seu negócio. Estava aí mais uma oportunidade: a revenda de produtos para serigrafia dentro da própria escola, suprindo as necessidades imediatas dos alunos e fazendo o negócio girar ainda mais. Batalhando fornecedores, Eder conseguiu um desconto para a compra de tintas e de equipamentos da Metalprinter, que passou também a vender na escola. Logo veio a ideia de montar um Kit Silk-Screen, com materiais essenciais para os alunos iniciarem seus próprios negócios, contendo garra, mesa rotativa, mesa de gravação, rodo e tinta. O kit era financiado pela empresa para os alunos e vendeu muito. Depois algum tempo, já conhecida no mercado, a Triângulo Screen passou a comprar materiais de fornecedores maiores e a vender mais ainda, inviabilizando a prestação de serviços, que foi encerrada.

Em setembro de 1989, Eder foi personagem de uma matéria sobre silk-screen na revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios, que falava sobre o curso. Daí pra frente, o telefone não parou mais de tocar e Eder teve que contratar outros profissionais, além de abrir uma filial. O espaço era bem amplo e Eder resolveu montar uma loja na parte da frente e começou também a fabricar mesas de revelação. Logo, a casa que parecia enorme, já não tinha mais espaço para tantos equipamentos, produtos e turmas de cursos. Foi então que a Triângulo Screen abriu mais uma filial, dessa vez na Rua Santa Cruz, onde a empresa funciona até hoje.

Ao participar de uma feira de silk e brindes, onde vendeu muito material para as outras revendas, surgiu mais uma oportunidade de negócio: a distribuição de material de serigrafia também para essas lojas. Com o acúmulo de funções, Eder resolveu fechar a primeira filial, aumentou o preço do curso de serigrafia para diminuir o fluxo de alunos e passou a revender também materiais para comunicação visual, como adesivos. Na mesma época teve a ideia de revender material com marca própria e começou a terceirizar a fabricação de adesivos. Nascia ali a Adesivos Paulista. Após 3 anos, a empresa fabricante fechou e Eder se viu obrigado a procurar outra forma de fabricar seus adesivos, quando viajou para a Alemanha em busca de um fornecedor de equipamentos e lá fechou a compra de uma laminadora. Após muitos problemas e quase dois anos de luta, A Adesivos Paulista passou a fabricar seus próprios adesivos e hoje conta com uma ampla linha de adesivos para comunicação visual, decoração e envelopamento automotivo.

Em 2008, Eder resolveu terceirizar também a fabricação de tintas e solventes com sua marca própria, que hoje tem diversos produtos, distribuídos em 2 marcas – Brill Print (tintas vinílicas e solventes) e  Universal – Tec 4 (solventes e removedores), além do gerenciamento de  importação de vários produtos que comercializa em várias revendas em todos estados.

Em três décadas de muito trabalho e visão de mercado, a Triângulo Screen é hoje uma das revendas mais conhecidas do país e, apesar de ter nascido da serigrafia, nunca deixou de acompanhar as tendências do mercado. “Meu pai sempre me dizia: ‘olhe o que os outros fazem e perceba o momento’. Foi isso o que sempre fiz: me mantive atento ao mercado, às mudanças, às necessidades dos clientes e nunca deixei as oportunidades passarem. Essa é a receita do sucesso e é por isso que nos mantemos vivos até hoje”, finaliza.

 

Rio de Janeiro fecha Trends of Print 2016 com grande público e intenso conhecimento

Anterior

Avery Dennison envelopa carros para a “Corrida do Milhão” da Stock Car

PRÓXIMO

Você pode gostar

Comentários

Comments are closed.

Mais em Mercado